ciencia

esse é o blog de fatos e curiosidades sobre varias coisas de ciencias como os reinos ou dominios ou filos esse é um blog q te ajuda a fazer trabalhos escolares ou tirar suas duvidas sobre ciencias

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

filo chordata


Crossopterygii eDipnoi

Peixe Cordado

Actinopterygii

Sarcos, carnoso; pterygium, nadadeira

Peixe
Cavalo Marinho
Cavalo Marinho
Fonte: biologia.ifsc.usp.br
Filo Chordata
Cerca de 45 mil espécies.
Características exclusivas:
Notocorda.
Fendas faringianas.
Sistema nervoso dorsal.


Filogenia dos Vertebrados



Super-classe Peixes

Divididos em:
  • Condríctios (peixes cartilaginosos)
  • Osteoíctios (peixes ósseos)

Peixes cartilaginosos

  • Tubarão, raia, peixe-serra, quimera
  • Cerca de 850 espécies
  • Maioria marinha

Peixes ósseos

  • Cerca de 25 mil espécies
  • Muitas formas, cores e tamanho
  • Marinhos ou dulcícolas


Fendas Branquiais

Condríctios

5 a 7 pares, sem opérculo
Fendas Branquiais nos Condríctios
Fendas Branquiais nos Condríctios

Osteoíctios

4 pares, com opérculo
Fendas Branquiais nos Osteoíctios
Fendas Branquiais nos Osteoíctios

Flutuabilidade

Condríctios

Fígado volumoso e gorduroso

Osteoíctios

Bexiga natatória.
Bexiga natatória
Bexiga natatória
Bexiga natatória
Bexiga natatória
bexiga natatória ajuda o peixe a se manter em equilíbrio na água sem muito esforço.
Em alguns peixes a bexiga natatória está ligada ao tudo digestivo; em outros não há essa ligação.

Linha lateral

Anfíbios – “vida dupla”

Sapo
Sapos, rãs, pererecas, salamandras e cecílias.
Cerca de 4000 espécies.
Importância: alimento ou controle biológico.
Pecilotérmicos (ectotérmicos) x distribuição geográfica
Vertebrados de transição: aquático – terrestre
Dependentes de água para fecundação (externa)
Ovo sem casca ou anexos que evitam a desidratação
Larva aquática, com respiração branquial
Pele úmida, permite respiração cutânea
Animais Representativos dos Anfíbios

Alguns Representantes dos Anfíbios

Rã
Salamandra
Salamandra
Tritão
Tritão
Cobra Cega
Cobra Cega
Axolote
axolote

Sapo Cururu
Sapo Cururu
Perereca
Perereca

Revestimento

Pele úmida, sem escamas ( exceto em cecílias) e com glândulas mucosas.
Na pele existem glândulas de veneno, sendo as glândulas parótidas as mais desenvolvidas.
Sapo
Sapo
respiração dos anfíbios adultos ocorre através dos pulmões, da pele e da cavidade da boca e da faringe.
As larvas respiram por brânquias.
Ciclo Evolutivo do Sapo

Répteis – “rastejar”

Inclui tartarugas, jacarés, cobras e lagartos.
Cerca de 7000 espécies.
Primeiros vertebrados tipicamente terrestres.
  • pele seca
  • fecundação interna
  • ovo com casca e anexos que evitam a desidratação
  • desenvolvimento direto
  • respiração pulmonar
  • excretam ácido úrico
Pecilotérmicos (ectotérmicos) x distribuição geográfica

. Introdução

Os cordados constituem um filo bastante heterogênio, abrangendo animais adaptados para a vidana água doca e salgada, na terra e no ar. São animais dotados de simetria bilateral, celomados, triblãsticos e segmentados.
Os cordados possuem características diferenciais e exclusivas que permitem o enquadramento de um animal neste grupo e que são encontradas pelo menos nos primeiros estágios de desenvolvimento as estruturas abaixo:
Notocorda ou córda dorsal: consiste em um bastão fibroso que confere sustentação ao corpo.

Fendas branquiais

São pequenos oríficios localizados na faringe e que se prestam à filtração de alimentos ou à respiração.

Tubo nervoso dorsal

O sistema nervoso ocupa posição dorsal e apresenta-se como um tubo nervoso longitudinal e único.

2. Origem

Um estudo comparativo entre invertebrados e protocordados mostrou que as formas larvais dos equinodermos (invertebrados) e dos hemicordados (protocordados) são, extremamente, parecidas, fato que serviu de argumento para se considerar os hemicordados aparentados com os equinodermos.
Portnato, os equinodermos devem ter dado origem aos hemicordados, e estes, por sua vez, podem ter originado os demais protocordados, que evoluíram até os vertebrados, segundo o esquema:

3. Divisão do Filo Chordata

O filo Chordata divide-se em quatro subfilos:
  • Hemichordata
  • Urochordata ou Tunicata
  • Cephalochordata
  • Euchordata ou Vertebrata
Os três primeiros subfilos( hemicodados, urocordados e cafacordados) correspondem aos cordados primitivos e, por isso, são considerados integrantes do grupo Protochordata( protocordados).
Os eucordados(vertebrados) dividem-se em dois grupos: Agnatha e Gnathostomata. Os agnatos apresentam apenas uma classe: Cyclostomata; os gnatostomatos apresentam duas superclasses: Pisces (que compreende as classes Chondrichthyes ou peixes cartilaginosos e Osteichthyes ou peixes ósseos) e Tetrapoda (que compreende as classes Amphibia, Reptilia, Aves e Mammalia).

PROTOCORDADOS

Os protocordados (cordados inferiores) constituem um grupo de pequenos animais exclusivamente marinhos, que são considerados um elo de ligação entre os invertebrados e os vertebrados.
Os protocordadados têm certas características que permitem estabelecer diferenças entre eles e os vertebrados:
  • não apresentam crânio (Acraniata) nem encéfalo
  • não possuem coluna vertebral
Considerando o desenvolvimento da notocorda, os protocordados são divididos em três subfilos:
  • Hemichordata
  • Urochordata
  • Cephalochordata

EUROCORDADOS

Os eurocordados ou vertebrados têm como principal característica distintiva a presença da espinha dorsal ou coluna vertebral, formada por diversos segmentos ósseos chamados vértebras. Além disso, os vertebrados possuem um esqueleto compreendendo uma caixa craniana que envolve e protege o encéfalo (massa nervosa situada na cabeça e integrante do sistema nervoso central); daí o nome Craniata (craniados) que é aplicado aos animais desse grupo.
Eurocordados
Eurocordados

SUBFILO AGNATHA

São os vertebrados sem mandíbula. Os únicos representantes vivos pertencentes à classe Cyclostomata, na qual estão incluídas as lampréias. Os ciclostomados apresentam muitas características consideradas como primitivas, ou seja, as características que estavam presentes nos remotos ancestrais dos vertebrados. Uma lampréia possui o corpo alongado e circular, comprido lateralmente na parte caudal. Lembra muito uma enguia, mas é necessário não confundir os dois tipos de animais. As lampréias apresentam notocorda durante toda a vida.
Sua respiração é branquial.
Apresentam uma boca circular e carecem de mandíbula. Vivem tanto em água doce como salgada. São na maioria dos casos parasitas de peixes, nos quais aderem à pele através da boca e sugam sangue. Reproduzem-se nos rios com forte correnteza e passam por um estágio larval denominado "Ammocoetes".
Agnatha

SUBFILO GNATHOSTOMATA

São vertebrados com mandíbula, mais evoluídos que os agnatas.
Este grupo compreende as mais importantes divisões dos vertebrados, que podem ser resumidas em:

SUPERCLASSE PISCES

Animais com nadadeiras pares, respiração branquial e pele com escamas.
São os peixes. Divididos em duas classes mais importantes:

Classe Chondrichtyes

Peixes com esqueleto cartilaginoso, pele com escamas placódes e cinco a sete aberturas branquiais. Seus representantes são os tubarões, cações e raias.
Tubarão
Tubarão

Classe Osteichtyes

Peixes com esqueleto ósseo, pele com escamas ciclóides ou ctenóides e quatro pares de brânquias dentro de uma cavidade única, coberta pelo opérculo. Seus representantes são na maioria dos peixes viventes, por exemplo, sardinha, lambari, dourado, tainha, etc.

TETRAPODA

Vertebrados com quatro patas.
Apresentam pulmões, pele corneificada e esqueleto ósseo.
Divididos em quatro classe:

Classe Amphibia

Animais com pele úmida, fina e sem escamas. A maioria apresenta uma fase larval aquática e seus representantes são os sapos, rãs, salamandras, etc.
Sapo
Sapo

Classe Reptilia

Animais com pele seca, escamosa ou com placas córneas. Seus representantes são os répteis: lagartos, cobras, jacarés, taratarugas, etc.

Classe Aves

Animais cobertos por penas. Seus membros anteriores são transformados em asas. Animais de sangue quente. Seus representantes são as aves, pássaros e passarinhos.

Classe Mammalia

Animais cobertos por pêlos; os filhotes mamam logo que nascem. Animais de sangue quente. Seus representantes são os mamíferos, por exemplo: gato, ursos, boi, baleia, etc.


O filo apresenta cerca de 50.000 espécies distribuídas entre protocordados e vertebrados.

Protocordados

Cordados mais simples, pequenos e exclusivamente marinhos, não são muito conhecidos (ascídia e anfioxo).

Vertebrados

Apresentam grande diversidade, sendo representados por várias classes, desde animais primitivos sem mandíbulas (lampréias e feiticeiras ou peixes-bruxa) até os mandibulados (peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos).

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS

  • Simetria bilateral
  • Triblásticos
  • Celomados (enterocelomados)
  • Deuterostômios
  • Metaméricos
Apresentam 3 características fundamentais e exclusivas:

1- Notocorda

Pelo menos na fase embrionária > estrutura derivada do mesoderma e que corresponde a um bastonete maciço, flexível, situado na linha mediana dorsal do corpo > nos vertebrados se forma na fase embrionária, sendo substituída, no adulto, pela coluna vertebral.

2- Tubo nervoso dorsal (tubo neural)

Origina-se da ectoderme e acompanha dorsalmente a notocorda. Dele saem fibras nervosas que inervam os órgãos internos e a musculatura.

3- Fendas branquiais na faringe (fendas faríngeas)

Pelo menos na fase embrionária > o tubo digestório, de origem endodérmica, apresenta na região da faringe muitos pares de fendas> persistem nos adultos de protocordados e peixes > associadas às brânquias nos peixes > função respiratória.

PROTOCORDADOS

Urocordados ou Tunicados

Grupo de cerca de 1.500 espécies, todas marinhas, fixas (adultos) ou de vida livre (larvas).
Notocorda presente apenas nas larvas restrita à cauda urocordados (uro = cauda).
Apresentam o corpo revestido por uma espécie de túnica protetora de tunicina (isômero da celulose) > tunicados.
Gênero representativo: Ascidia
Protocordado
Protocordado
Protocordado
Protocordado
Protocordado
Protocordado

Apresentam uma abertura superior sifão inalante entra a água que vai até a faringe (com fendas branquiais).

Cefalocordados

Poucas espécies
Notocorda > vai da cabeça à cauda (cefalo = cabeça)
Gênero representativo: Branchiostoma, comumente chamado de anfioxo.
Medem até 15 cm e vivem enterrados em águas marinhas rasas e de estuários.
Cefalocordados
Cefalocordados
Cefalocordados
Cefalocordados
Cefalocordados
Cefalocordados

Animais filtradores

Água que entra pela boca passa pelas fendas faríngeas deixando partículas alimentares > batimento dos cílios da faringe mantém a corrente de água e permite a passagem do alimento para a porção seguinte do tubo digestório.

Trocas respiratórias

Por toda superfície corporal > epitélio simples finíssimo.

VERTEBRADOS (CRANIADOS)

Constituem o maior grupo de cordados, com mais de 45 mil espécies.
Grande biodiversidade.
Nas várias classes desse subfilo são marcantes as adaptações > vida aquática, transição para o meio terrestre, adaptação a ambientes extremamente áridos ou extremamente gelados e para o vôo.

VERTEBRADOS (CRANIADOS)

GRUPOCARACTERÍSTICAS
P
E
I
X
E
S
Super-classe AGNATA
(Ciclostomados)
Corpo alongado; boca circular e sugadora com dentes córneos raspadores.
Presença de nadadeiras ímpares apenas. Muitos são parasitas de peixes.
Ex.: lampréias e feiticeiras (peixesbruxa).
Lamrpreia
Lamrpreia
Feiticeira ( Peixe - Bruxa )
Feiticeira ( Peixe - Bruxa )
GRUPOSCARACTERÍSTICAS
P
E
I
X
E
S
G
N
A
T
O
S
T
O
M
A
D
O
S
Classe
Condrictes
Esqueleto cartilaginoso; corpo coberto por escamas de origem dermo-epidérmica (dentículos dérmicos). Restos de notocorda no adulto, entre as vértebras. Presença de nadadeiras ímpares e pares. Boca ventral e transversal.
Ex: tubarões, raias, quimeras.
Osteictes
Esqueleto sseo; corpo coberto por escamas de origem dérmica. Restos de notocorda no adulto, entre as vértebras. Nadadeiras ímpares e pares: lobadas carnosas (Classe Sarcopterígea) ou sustentadas por raios (Classe Actinopterígea). Boca anterior. Presença de bexiga natatória.
Ex: Moréia, rêmora, cavalo-marinho, peixe-espada, celacanto etc.

OSTEICTES

CLASSE ACTINOPTERYGII

OSTEICTES

CLASSE SARCOPTERYGII

Osteictes
Osteictes
GRUPOSCARACTERÍSTICAS
T
E
T
R
Á
P
O
D
A
S
G
N
A
T
O
S
T
O
M
A
D
O
S
Anfíbios
Primeiros a ocuparem o ambiente terrestre. Não possuem estruturas que permitam total adaptação ao ambiente terrestre > restritos a ambientes terrestres úmidos ou aquáticos > pele permeável com finíssima camada córnea e com glândulas mucosas; fecundação externa > dependem da água para a respiração e a reprodução.
Ex.: sapos, rãs, salamandras, cecílias ou cobras-cegas.
Répteis
Esqueleto sseo; corpo coberto por escamas de origem dérmica. Restos de notocorda no adulto, entre as vértebras. Nadadeiras ímpares e pares: lobadas carnosas (Classe Sarcopterígea) ou sustentadas por raios (Classe Actinopterígea). Boca anterior. Presença de bexiga natatória.
Ex: Moréia, rêmora, cavalo-marinho, peixe-espada, celacanto etc.
Aves
Primeiros animais endotérmicos ou homeotérmicos (produzem calor por meio de alta taxa metabólica, mantendo a temperatura do corpo constante, independente da temperatura do ambiente). Pele seca e recoberta por penas. Possuem bicos. Membros anteriores transformados em asas. Apresentam adaptações para o vôo. Ovíparos.
Ex: arara, passarinho, cisne, avestruz, pingüins, gavião etc.
Mamferos
Possuem glândulas mamárias, pele recoberta por pêlos e com glândulas anexas (sebáceas e sudoríparas).
Ex.: rinoceronte, coelho, porco-espinho, baleia, macaco, lontra etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário